Como deseja visualizar o blog?
Posts encurtados
Posts completos

Vim contar a minha experiência com o Depilador Elétrico Satinelle Philips e aproveitar para fazer uma comparação entre o modelo HP6421 (mais simples e barato) e o Advanced (mais moderno e mais caro), que adquiri recentemente com a esperança de conseguir fazer a depilação na virilha completa.

Também gravei um vídeo para o canal contando da minha experiência, vai lá para saber outros detalhes sobre o depilador elétrico

Satinelle Philips HP6421

Algumas características desse modelo:

  • funciona ligado à tomada (cabo bem comprido e dá bastante mobilidade)
  • sistema de pinças de metal
  • acompanha um acessório para diminuir a área de depilação e uma escovinha de limpeza (foto abaixo)
comparação resenha satinelle philips depilação quaretena depilador elétrico daianne possoly

Comprei ele em julho do ano passado por R$139,90 e desde então só faço a depilação da perna e do buço com ele, porque:

  • deixo de produzir lixo de cera
  • fica mais econômico
  • a minha perna fica livre de pelos pela mesma quantidade de tempo de quando eu depilava com a cera
  • o buço fica ainda mais lisinho do que com a cera, o resultado se assemelha à depilação com linha, pois o depilador remove até os pelinhos mais finos que não conseguimos ver a olho nu.

A única desvantagem que vejo em relação à depilação com cera é que demoramos mais tempo para depilar com o depilado elétrico. Afinal, conseguimos remover uma quantidade maior de pelos de uma só vez com a cera e com o depilador é preciso ir passando mais devagar em uma área menor.

Eu amo muito esse modelo e indico para todo mundo, mas nesse momento existe um modelo igual a ele que vem com mais acessórios (inclusive uma cabeça com aparador) por um preço até menor, então está valendo muito mais a pena.

Satinelle Advanced

Esse modelo é bem mais moderno e equipado, por isso paguei bem mais caro nele: R$570,00. Segue algumas características:

  • design anatômico
  • sistema de pinças em cerâmica
  • acompanha dois cabeçotes (um depila e outro apara) + 4 acessórios (foto abaixo)
  • pode ser usado molhado
  • duas velocidades
  • led para melhor visualização dos pelos
  • funciona à bateria recarregável e não pode ser usado conectado à tomada

Estava muito animada com esse modelo para depilar a minha virilha completa de forma mais fácil e até com menos dor, mas fiquei muito decepcionada. De fato, o design anatômico propicia uma experiência melhor, mas a remoção de pelos não é tão eficiente quanto o do modelo HP6421 que falei acima. Preciso passar o Satinelle Advanced várias vezes no lugar, ele puxa o pelo e não remove, causando mais dor à toa.

Então, eu comecei a depilar a virilha com o Satinelle Advanced e tive que terminar com o Satinelle HP6421. E vou te contar: se você não for MUITO resistente à dor, não vai conseguir fazer a virilha completa e se você não for MUITO cuidadosa, vai se machucar.

Portanto, para concluir: indico muito o modelo mais simples. Acho ele muito eficiente e ótimo custo-benefício. Já o modelo mais moderno, acho que funciona melhor para quem tem menos pelos, pelos mais finos ou que já fez depilação a laser, sabe?

Já usou algum depilador elétrico? Conta para mim!

Beijos!

Daianne Possoly
Daianne Possoly
Virginiana, 26 anos, jornalista, humanitária, vegetariana à caminho do veganismo, feminista e ama um papo de energia e espiritualidade.
Compartilhar

A viagem para o Panamá foi a melhor viagem que eu já fiz e ainda bem que gravei vlogs diários de todos os dias. Infelizmente, acabei nunca postando o último dia, mas ainda tenho os vídeos nos meus arquivos. O timing para postar já passou, mas guardo a lembrança, que é o mais importante, hehe.

Obs: todas as fotos estão sem filtro! 🏝️

Tenho memórias incríveis da viagem para o Panamá, especialmente quando visitei as ilhas de San Blas. Não lembro exatamente o nome da ilha em que ficamos, mas ela era bem pequena e o café da manhã, almoço e jantar eram feitos pelos próprios índios que moram lá mesmo. Fomos em uma caminhonete 4×4, dividindo com mais algumas pessoas e depois pegamos um barco até a ilha. Foram dias de muita paz, nunca me senti tão bem e próxima da natureza. 🙏🏼🥰🍃

Veja todos os vlogs com todos os passeios, compras, restaurantes e viagens que fizemos dentro do Panamá! Vimos até golfinhos! 🐬

Também amei conhecer Bocas Del Toro, ficamos hospedadas em um hostel incrível e as refeições eram preparadas por chefs convidados por um preço barato. Além disso, também fizemos um tour pelas ilha próximas, foi maravilhoso! Olha esse pôr-do-sol espetacular! 🥰

Ficou curioso para saber mais sobre a viagem para o Panamá? Dá play para conhecer melhor esse paraíso!

Espero que tenham gostado dos vídeos e se estão pensando em visitar o país, espero que tenha deixado vocês com mais vontade de conhecer esse lugar tão lindo! Sem dúvida, é uma viagem que quero muito repetir, pois ainda há muito para se ver lá.

Beijos!

Daianne Possoly
Daianne Possoly
Virginiana, 26 anos, jornalista, humanitária, vegetariana à caminho do veganismo, feminista e ama um papo de energia e espiritualidade.
Compartilhar

O Oil Reflections Light da Wella foi o primeiro óleo capilar que eu me apaixonei depois que fiquei loira, pois fez TOTAL diferença na saúde e aparência do meu cabelo!

Lembrando que antes de ficar loira, óleo capilar nunca fez parte da minha rotina de cuidados e a maior diferença que senti com ele foi nas pontas do meu cabelo, que mesmo passando creme, ficavam opacas, secas e sem definição depois de secar. O Oil Reflections Light trouxe brilho, nutrição, definição e mais saúde para os meus cachos loiros. Indico de olhos fechados!

Nesse vídeo mostrei todos os meus cuidados com o cabelo loiro e como eu usava o Oil Reflections Light!

A primeira coisa que eu amei nesse óleo é que ele tem uma textura bem fluida e espalha facilmente no cabelo, então dá para usar no cabelo molhado antes da finalização e também no cabelo seco. O que era não dava muito certo com os óleos vegetais que costumava usar para fazer umectação ou nutrição no cabelo.

O cheiro dele também é uma delícia, um perfume gostoso misturado com a fragrância suave de coco (ainda bem, porque o cheiro de coco muito forte me enjoa rs). Além disso, ele é um óleo liberado para low poo, apesar de não ser vegetal (lista dos ingredientes no final do post).

Sinceramente, depois que comecei a usar esse óleo, não queria usar nenhum outro. Só coloquei ele de lado quando estava acabando para conseguir fazer a resenha para vocês, hahah. Então, indico muitooo para quem está com as pontas danificada e o cabelo tende a pesar com facilidade: comprem o Oil Reflections Light e sejam felizes! 😂 Aproveita que tá na promoção! 💃🏻💃🏻

Olha o resultado do cabelinho usando o óleo, vale muito a pena! 🤩

Ingredientes:
CYCLOPENTASILOXANE, DIMETHICONOL, DICMETHICONE, DIMETHICONE/VINYL DIMETHICONE CROSSPOLYMER, PARFUM, TOCOPHERYL ACETATE, HEXYL CINNAMAL, LINALOOL, ALPHA-ISOMETHYL IONONE, COUMARIN,CAMELLIA OLEIFERA SEED OIL, LIMONENE, CITRONELLOL, FARNESOL, GERANIOL.

Daianne Possoly
Daianne Possoly
Virginiana, 26 anos, jornalista, humanitária, vegetariana à caminho do veganismo, feminista e ama um papo de energia e espiritualidade.
Compartilhar

O melhor protetor solar para pele oleosa que eu já usei na vida foi o Anthelios Airlicium FPS 30 da La Roche Posay e é como diz Fábio Jr.: “demorei muito pra te encontrar, agora eu quero só você…” hahaha.

Nunca consegui manter o hábito de usar protetor solar todos os dias, porque ou minha pele ficava oleosa mais rápido ou ficava com uma textura estranha ou sentia incômodo com o produto no meu rosto… Até que ganhei esse protetor e depois de um dos inúmeros sermões de uma amiga (alô Maraisa), usei ele e me apaixonei!

O Anthelios Airlicium tem uma textura líquido-cremosa, fácil de espalhar e com uma absorção ótima (nem rápida demais, nem devagar demais). O sensorial na pele é maravilhoso, porque mesmo quando passamos mais produto, a sensação é sempre de uma fina camada, totalmente absorvida pela pele e com um acabamento que natural (a pele não fica opaca, nem brilhando).

Ahh, outra vantagem: quando você passa a maquiagem por cima, o protetor não sai do lugar ou tem qualquer reação! Sério, é impressionante! Além disso, você também pode misturar algumas gotas do Color Dose (também da La Roche Posay) com o protetor na hora de usar para funcionar como base e proteção de luz visível.

Quanto a duração, acho que ele dura bastante na minha pele oleosa e tem o bônus de retardar a oleosidade! Também notei que nos primeiros dias de uso, minha pele foi ficando mais macia e fina também. Mais bem cuidada, sabe?

Veja mais dicas de cuidado com a pele!

Ineditamente, adquiri o hábito de usar protetor todos os dias, mesmo quando só vou ficar em casa trabalhando, até porque a luz do computador também contribui para queimar nosso rosto.

Qual o seu tipo de pele? Você usa protetor todos os dias? Qual?

Beijos!

Daianne Possoly
Daianne Possoly
Virginiana, 26 anos, jornalista, humanitária, vegetariana à caminho do veganismo, feminista e ama um papo de energia e espiritualidade.
Compartilhar